Saturday, April 28, 2012

LISBOA ANTIGA - MOMENTOS E CURIOSIDADES


ROSSIO 1920

LISBOA ANTIGA



SENHORAS NUM PASSEIO EM LISBOA. SÉC. XIX



ESPANHA

foto tirada em Espanha, NUMA FEIRA MEDIEVAL

CAMPING EM FRANÇA


Foto tirada em st-jean-de-pied-de-port


Friday, April 27, 2012

A VIDA É UM MOMENTO - RIOS QUE BROTAM

Dento de cada ser,
Há uma fonte a nascer,
Que, dia a dia,
Gota a gota, aos poucos,
Se vai enchendo e brotando,
De tristeza e alegrias.
Se formos acorrentados,
E, na fonte, fechados,
Acabamos afogados,
Presos, aguilhoados,
Até nos virem libertar.
E chega a vez da alma,
Cada ser, socorrer,
Em sua casa residir.
Existem dentro dos seres,
Segredos, como rios.
Rios que transbordando,
Aos poucos, caminhando,
Dentro do seu nascer.
Cada ser se completa,
Dentro da sua missão.
Em alguns se fecha a saída,
Noutros se abre o coração.
E quando a energia é forte,
O rio transborda de emoções.
E assim se vive a vida,
Plena de contradições.
Na alma se erguem segredos,
Dias de desmedidos degredos.
E ninguém pode ocupar,
O espaço que a alma carece.
Para a alegrar, nem um sorriso
Tais as emoções vividas.
Mas quando ela se levanta,
Ela dança e ela canta,
E graciosa se liberta.
Ela é a página aberta,
Diante de outro olhar.
E ela vive e ela encanta,
De vida a transbordar.
E em cada corpo jovem,
Ela derrama alegria.
Até que secaram as fontes,
Que transbordavam para o rio.
E é assim que acontece,
Com cada ser vivo que passa.
É um conjunto, complexo,
E suas almas, em concreto,
Ou se ajudam, ou se libertam.

Autora : Joaquina
27/04/2012